Meningiomas

Os meningiomas são tumores originários da aracnóide, envoltório do cérebro e crescem próximos a dura-máter, onde conseguem sua nutrição através das artérias meníngeas.

Representam em torno de 18% dos tumores intracranianos, e acometem mulheres em uma proporção de 3:1 homem, em uma faixa etária de 45 a 55 anos. Tem uma forte correlação com hormônios femininos e a medida que crescem provocam sintomas como crises convulsivas, crises epileptiformes parciais e déficites motores e de nervos cranianos se originários na aracnóide justaposta a base do crânio.

Pode ser de base de crânio o que representa um tratamento mais difícil visto que os acessos cirúrgico são mais trabalhosos e exigem uma tecnologia aprimorada e diferenciada como microscópios de grande potência óptica, aspiradores ultrassônicos, brocas e drills de alta rotação, potencial evocado intraoperatório que registra a atividade fisiológica neuronal e alerta se durante a ressecção houver alguma irritabilidade, neuronavegação e sem dúvida habilidade do cirurgião e experiência. Sem dúvida causam maior morbidade emortalidade cirúrgica e devem ser operados quando representam grande risco a integridade neurológica e grande volume. Os meningiomas não crânio basais são importantes pois representam a grande maioria dos meningiomas e requerem uma habilidade para se operar e ressecá-los junto a veias de drenagem e seios durais. Quanto maior o grau de ressecção menor a chance de recidiva.

Tem uma associação com gravidez e câncer de mama devido ao hiperestrogenismo e hiperprogesteronismo, porám o prognóstico na mulher é melhor que em homens jovens. A reposição hormonal no climatério(menopausa) deve ser feita observando-se a necessidade de um screening de qual paciente poderia ou não recebe-la. Podem ser tratados quando inacessíveis com radiocirurgia e radioterapia estereotáxica, obtendo-se uma taxa de controle de até 95%, mas não podem ser muito volumosos. A embolização ou interrupção por cateterismo da nutrição arterial do tumor, tem sido reservada apenas a meningiomas extremamente vasculariuzados. Os meningiomas podem ser malignos e estes devem ser tratados com agressividade e mesmo com uma ressecção satisfatória o local que o tumor ocupava deve ser irradiado bem como a duramater vizinha ao tumor.

Professor Paulo Henrique Pires de Aguiar tem seu doutorado e tese de livre docência pela USP nos tópicos de meningiomas e inúmeras publicações em meningiomas, além de uma premiação internacional pela suas pesquisas em meningiomas.

Abordagem de pealing para fossa média

Abordagem de pealing para fossa média para neurinoma de trigêmio, granuloma de colesterol, adenomas hipofisários que invadem o seio cavernoso e meningiomas da fossa média e seio cavernoso. Requer uma experiência em anatomia da fossa média, e necessita de monitoração eletrofisiológica continua intraoperatória. Por esta via temos operado inúmeros tumores com resultado semelhante ao da literatura. Requer uma centro de excelência com UTI neurológica para o pós operatório.